Por que o DESEJO SEXUAL diminui?

A inapetência sexual é a queixa mais frequente no repertório feminino. Refere-se as alterações do desejo sexual, o qual pode estar diminuindo ou até mesmo inexistente.

  • Publicado em 10 de março de 2018

  A inapetência sexual é a queixa mais frequente no repertório feminino. Refere-se as alterações do desejo sexual, o qual pode estar diminuindo ou até mesmo inexistente.

  Ao fazermos uma retrospectiva na educação sexual da mulher nos deparamos, ou com um incrível “vazio” de informações, ou com uma monstruosa repressão, onde tudo era considerado feio, sujo e pecaminoso. Tudo isto foi gradativamente criando na mulher uma “mente assexuada”, afinal, para se manter virgem e honesta precisaria não pensar e nem desejar “sexo”. 

  Na escalada de seu crescimento e desenvolvimento, físico e emocional, não se permita conhecer o seu corpo, ou melhor, a sua genitália, a qual ficava praticamente anônima, juntamente com seu desejo por conhecer os aspectos do sexo e da sexualidade.

  Aprendeu a priorizar os estudos, a família, seus deveres e esquecer que sexo existiu. Então, como aprender a desejar algo que não era permitido?

  Além da ausência do “sexo na cabeça”, somava-se aos relacionamentos duradouros outro “veneno”: a rotina, a habituação sexual. São estes, os dois fatores casuais mais relevantes na diminuição do desejo.

  Então o que fazer para aumentar a tão falada LIBIDO?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *